Torcidas organizadas: A pichação e a demarcação de territórios. Estudo de pesquisadoras do NUAGRÁRIO são destaque em jornal

25/04/2015 18:37

Por: Ricardo Santos de Almeida.

 

As páginas 15 e 16 do jornal O Dia Alagoas, ano 02, n° 0108/2015, edição 22 a 28 de março de 2015, trazem consigo a reportagem de Marcelo Alves sob a seguinte chamada na capa do jornal: "Organizadas de CRB e CSA brigam por domínio. Estudos do curso de Geografia da UFAL mapeiam as áreas dominadas pelas torcidas organizadas de CRB e CSA em Maceió. A cidade está dominada."

Na reportagem a pesquisadora estudante do curso Geografia Bacharelado da UFAL Manuella Vanessa Ferreira da Silva explica o estudo sobre como as pichações reafirmam o domínio das torcidas organizadas em territórios específicos da capital de Alagoas, Maceió. O estudo é realizado sob a orientação da Prof.a. Dra. Cirlene Jeane Santos e Santos e tem como intuito analisar o modo como as torcidas organizadas demarcam territórios em diversos recortes do espaço geográfico da capital alagoana - Maceió - utilizando também para isso a pichação, seja em espaços públicos ou privados. Na reportagem é ressaltada a pesquisa desenvolvida pelos pesquisadores Wellinson Oliveira Lima e Herbeth Vieira Santos (Leia aqui) referente ao modus operandi das duas torcidas organizadas.

Clique em cima das imagens para ver e ler em tamanho ampliado.